Provided by: debhelper_12.6.1ubuntu2_all bug

NOME

       dh_installinit - instala ficheiros de iniciação de serviços em directórios de compilação
       de pacotes

RESUMO

       dh_installinit [debhelper opções] [--name=nome] [-n] [-R] [-r] [-d] [-- params]

DESCRIÇÃO

       dh_installinit é um programa debhelper que é responsável por instalar scripts init com os
       ficheiros de predefinições associados. Em níveis de compatibilidade até, e incluindo, 10,
       dh_installinit ira também instalar alguns ficheiros relacionados com o systemd fornecidos
       pelo empacotamento debian (veja a secção "FICHEIROS" em baixo). Em níveis de
       compatibilidade até, e incluindo, 11, dh_installinit irá também lidar com trabalhos de
       arranque fornecidos pelo empacotamento debian (veja "FICHEIROS" para mais informação sobre
       isto também).

       Também gera automaticamente os comandos postinst e postrm e prerm necessários para definir
       os links simbólicos em /etc/rc*.d/ para iniciar e parar os scripts init.

       Em compatibilidade 10 ou anterior: Se um pacote apenas embarcar um ficheiro de serviço do
       systemd e não for disponibilizado nenhum script de sysvinit, você pode querer excluir a
       chamada ao dh_installinit para esse pacote (ex. via -N). Caso contrário, você pode obter
       avisos do lintian acerca de scripts init.d a não serem incluídos no pacote.

FICHEIROS

       debian/pacote.init
           Se isto existir, é instalado em etc/init.d/pacote no directório de compilação do
           pacote.

       debian/pacote.default
           Se isto existir, é instalado em etc/default/pacote no directório de compilação do
           pacote.

       debian/pacote.upstart
           Em nível de compatibilidade 11, este ficheiro irá disparar um erro com uma lembrança
           para assegurar a remoção apropriada do ficheiro upstart na versão anterior do pacote.
           Por favor consider usar a funcionalidade "rm_conffile" do dh_installdeb(1) para
           assegurar a remoção apropriada de ficheiros upstart anteriores.

           No nível de compatibilidade 10, se este ficheiro existir, é instalado em
           etc/init/pacote.conf no directório de compilação do pacote.

       debian/pacote.service
           Se isto existir, é instalado em lib/systemd/system/pacote.service no directório de
           compilação do pacote. Apenas usado nos níveis de compatibilidade 10 e inferiores.

       debian/pacote.tmpfile
           Se isto existir, é instalado em usr/lib/tmpfiles.d/pacote.conf no directório de
           compilação do pacote. (Actualmente o mecanismo tmpfiles.d é usado apenas pelo
           systemd.) Apenas usado nos níveis de compatibilidade 10 e inferiores.

OPÇÕES

       -n, --no-scripts
           Não modifique os scripts postinst/postrm/prerm.

       -o, --only-scripts
           Apenas modifica os scripts postinst/postrm/prerm, não instala na realidade nenhum
           script de init, ficheiros predefinidos, ficheiros de trabalho upstart ou serviço do
           systemd. Pode ser útil se o ficheiro é embarcado e/ou instalado pelo autor original
           num modo que não deixa ser fácil deixar o dh_installinit encontrá-lo.

           Caveat: Isto irá passar ao lado de todas as verificações regulares e modificar
           incondicionalmente os scripts. Quase de certeza que você irá querer usar isto com -p
           para limitar quais pacotes serão afectados pela chamada. Exemplo:

            override_dh_installinit:
                   dh_installinit -pfoo --only-scripts
                   dh_installinit --remaining

       -R, --restart-after-upgrade
           Não pára o script de iniciação até que a actualização do pacote estejam completa. Este
           é o comportamento predefinido no nível compatibilidade 10.

           Nos níveis de compatibilidade anteriores, a predefinição era parar o script em prerm,
           e depois arrancá-lo de novo no postinst.

           Isto pode ser útil para daemons que não devem ter a possibilidade de ficar em baixo
           durante muito tempo durante a actualização. Mas você deve certificar-se que o daemon
           não vai ficar confuso por o pacote estar a ser actualizado enquanto ele está a correr
           antes de usar esta opção.

       --no-restart-after-upgrade
           Desfaz um --restart-after-upgrade prévio (ou a predefinição do nível de
           compatibilidade 10). Se não forem dadas mais opções, isto irá causar com que o serviço
           seja parado no script prerm e arrancado de novo no script postinst.

       -r, --no-stop-on-upgrade, --no-restart-on-upgrade
           Não pára o script init na actualização. Isto tem o efeito secundário de não reiniciar
           o serviço como parte da actualização.

           Se desejar reiniciar o serviço com o tempo mínimo de desligado, por favor use
           --restart-after-upgrade (predefinido em compatibilidade 10 ou posterior). Se desejar
           que o serviço seja reiniciado mas que fique parado durante a actualização, então por
           favor use --no-restart-after-upgrade (repare no "after-upgrade").

           Note que o alias --no-restart-on-upgrade está descontinuado e será também removido em
           compatibilidade 12. Isto serve para evitar confusão com a opção
           --no-restart-after-upgrade. A variante --no-stop-on-upgrade foi introduzida no
           debhelper 10.2 (incluído em Debian stretch).

       --no-start
           Não inicia o script de init durante a instalação ou actualização, ou não o pára
           durante a remoção. Apenas chama update-rc.d. Útil para scripts rcS.

       --no-enable
           Desactiva o script de init na purga, mas não o activa na instalação. Isto implica uma
           dependência baseada na versão em init-system-helpers (>= 1.51) pois é a primeira
           versão funcional que suporta update-rc.d <script> defaults-disabled.

           Note que esta opção não afecta se os serviços são arrancados. Por favor lembre-se de
           também usar --no-start se o serviço não deverá ser arrancado.

           Não pode ser combinado com -uparams, --update-rcd-params=params, ou -- params.

       -d, --remove-d
           Remove o d final do nome do pacote, e usa o resultado para o nome do ficheiro de
           trabalho upstart que é instalado em etc/init/ , e para o nome do ficheiro de script de
           iniciação que é instalado em etc/init.d e o ficheiro predefinido é instalado em
           etc/default/. Isto pode ser útil para daemons com nomes que terminam em d. (Note: isto
           toma precedência sobre o parâmetro --init-script descrito em baixo).

       -uparams --update-rcd-params=params
       -- params
           Passa parâmetros para update-rc.d(8). Se não especificado, defaults (ou defaults-
           disabled com --no-enable) será passado para update-rc.d(8).

           Não pode ser combinado com  --no-enable.

       --name=nome
           Instala o script de iniciação (e ficheiro predefinido) assim como o ficheiro de
           trabalho upstart usando no nome de ficheiro nome em vez do nome predefinido, o qual é
           o nome do pacote. Quando este parâmetro é usado, o dh_installinit procura e instala
           ficheiros chamados debian/package.name.init, debian/package.name.default e
           debian/package.name.upstart em vez dos usuais debian/package.init,
           debian/package.default e debian/package.upstart.

       --init-script=nome-do-script
           Usa scriptname para o nome do script de iniciação que é instalado em etc/init.d/ (e
           também o usa como nome de ficheiro para o ficheiro de predefinições, se for
           instalado). Se você usar este parâmetro, o dh_installinit irá ver se existe um
           ficheiro no directório debian/ que seja parecido com package.scriptname e se existir
           instala-o como script de iniciação em preferência dos ficheiros que normalmente
           instala.

           Este parâmetro está descontinuado, use o parâmetro --name em vez deste. Este parâmetro
           é incompatível com o uso de tarefas upstart.

       --error-handler=função
           Chama a função de shell chamada se a execução do script de iniciação falhar. A função
           deve ser disponibilizada nos scripts prerm e postinst, antes do símbolo #DEBHELPER#.

NOTAS

       Note que este comando não é idempotente. O dh_prep(1) deve ser chamado entre invocações
       deste comando. Caso contrário, pode causar múltiplas instâncias do mesmo texto a ser
       adicionado aos scripts do mantenedor.

VEJA TAMBÉM

       debhelper(7), dh_installsystemd(1)

       Este programa é parte do debhelper.

AUTORES

       Joey Hess <joeyh@debian.org>

       Steve Langasek <steve.langasek@canonical.com>

       Michael Stapelberg <stapelberg@debian.org>

TRADUÇÃO

       Américo Monteiro

       Se encontrar algum erro na tradução deste documento, por favor comunique para Américo
       Monteiro a_monteiro@gmx.com ou Equipa Debian de Tradução Portuguesa traduz@debianpt.org.