Provided by: apt-utils_0.8.3ubuntu7_i386 bug

NAME

       apt-ftparchive - Utilitario para gerar ficheiros de indice

SYNOPSIS

       apt-ftparchive [-hvdsq] [--md5] [--delink] [--readonly] [--contents]
                      [--arch arquitectura] [-o configura,c~ao=string]
                      [-c=ficheiro]
                      {[packages caminho... [override [prefixo-de-caminho]]] |
                      [sources caminho... [sobrepor [prefixo-de-caminho]]] |
                      [contents caminho] | [release caminho] |
                      [generate ficheiro-de-configura,c~ao sec,c~ao...] |
                      [clean ficheiro-de-configura,c~ao]}

DESCRI,c~aO

       apt-ftparchive e a ferramenta de linha de comandos que cria os
       ficheiros indice que o APT usa para aceder a uma fonte de distribuicao.
       Os ficheiros indice devem ser gerados no site de origem baseados no
       conteudo desse site.

       apt-ftparchive e um super conjunto do programa dpkg-scanpackages(1),
       incorporando todas as suas funcionalidades atraves do comando packages.
       Tambem contem um gerador de ficheiro de conteudos, contents, e um meio
       elaborado de colocar em script o processo de geracao para um arquivo
       completo.

       Internamente o apt-ftparchive pode fazer uso de bases de dados binarias
       para por em cache os conteudos de um ficheiro .deb e nao precisa de
       nenhum programa externo a excepcao do gzip(1). Quando faz uma geracao
       completa, executa automaticamente verificacoes de alteracoes de
       ficheiros e constroi os ficheiros comprimidos desejados.

       A menos que a opcao -h, ou --help seja fornecida, um dos comandos
       abaixo tem que estar presentes.

       packages
           O comando packages gera um ficheiro pacote a partir duma arvore de
           directorios. Recebe um dado directorio e procura recursivamente por
           ficheiros .deb, emitindo um registo de pacote para o stdout por
           cada um. Este comando e aproximadamente equivalente ao dpkg-
           scanpackages(1).

           A opcao --db pode ser usada para especificar uma base de dados de
           cache binaria.

       sources
           O comando sources gera um indice de fonte a partir duma arvore de
           directorios. Recebe um dado directorio e procura recursivamente por
           ficheiros .dsc, emitindo um registo de fonte para o stdout por cada
           um. Este comando e aproximadamente equivalente ao dpkg-
           scansources(1).

           Se for especificado um ficheiro de sobreposicao entao sera
           procurado um ficheiro de sobreposicao de fonte com uma extensao de
           .src. A opcao --source-override pode ser usada para alterar o
           ficheiro de sobreposicao de fonte que ira ser usado.

       contents
           O comandocontents gera um ficheiro de conteudos a partir duma
           arvore de directorios. Recebe um dado directorio e procura
           recursivamente por ficheiros .deb, e le a lista de ficheiros de
           cada ficheiro. Entao organiza e escreve para o stdout a lista de
           ficheiros correspondente a pacotes. Os directorios nao sao escritos
           no saida. Se multiplos pacotes possuirem o mesmo ficheiro entao
           cada pacote e separado por uma virgula na saida.

           A opcao --db pode ser usada para especificar uma base de dados de
           cache binaria.

       release
           O comando release gera um ficheiro Release a partir duma arvore de
           directorios. Procura recursivamente o directorio dado por ficheiros
           Packages, Packages.gz, Packages.bz2, Sources, Sources.gz,
           Sources.bz2, Release e md5sum.txt. Depois escreve para o stdout um
           ficheiro Release contendo um sumario MD5 e um sumario SHA1 por cada
           ficheiro.

           Valores para os campos de metadados adicionais no ficheiro Release
           sao tomados a partir das variaveis correspondentes sob
           APT::FTPArchive::Release, ex.  APT::FTPArchive::Release::Origin. Os
           campos suportados sao: Origin, Label, Suite, Version, Codename,
           Date, Architectures, Components, Description.

       generate
           O comando generate e desenhado para ser executado a partir dum
           script cron e constroi indices de acordo com o ficheiro de
           configuracao fornecido. A linguagem de configuracao disponibiliza
           um meio flexivel de de especificar quais ficheiros indice sao
           construidos a partir de quais directorios, assim como
           disponibilizar um meio simples de manter as definicoes requeridas.

       clean
           O comando clean arruma as bases de dados usadas pelo ficheiro de
           configuracao fornecido ao remover quaisquer registos que ja nao sao
           necessarios.

A CONFIGURA,c~aO DO GENERATE

       O comando generate usa um ficheiro de configuracao para descrever os
       arquivos que vao ser gerados. Segue o formato tipico de configuracao
       ISC como visto em ferramentas ISC como o bind 8 e dhcpd.  apt.conf(5)
       contem uma descricao da sintaxe. Note que a configuracao gerada e
       analisada de maneira seccional, mas o apt.conf(5) e analisado numa
       maneira de arvore. Isto apenas afecta o modo de como a etiqueta scope e
       manuseada.

       A configuracao do generate tem 4 seccoes separadas, cada uma descrita
       mais abaixo.

   Sec,c~ao Dir
       A seccao Dir define os directorios standard necessarios para localizar
       os ficheiros requisitados durante o processo de geracao. Estes
       directorios precedem a certos caminhos relativos definidos em seccoes
       posteriores para produzir um caminho completo e absoluto.

       ArchiveDir
           Especifica a raiz do arquivo FTP, numa configuracao Debian standard
           este e o directorio que contem o ls-LR e nos da distribuicao.

       OverrideDir
           Especifica a localizacao dos ficheiros de sobrepor.

       CacheDir
           Especifica a localizacao dos ficheiros de cache

       FileListDir
           Especifica a localizacao dos ficheiros de listas de ficheiros, se a
           definicao FileList for usada mais abaixo.

   Sec,c~ao Default
       A seccao Default especifica valores predefinidos, e definicoes que
       controlam a operacao do gerador. Outras seccoes podem sobrepor estas
       predefinicoes em uma definicao por-seccao.

       Packages::Compress
           Define os esquemas de compressao predefinidos a usar para os
           ficheiros de indice Package. E uma string que contem uma lista
           separada por espacos de pelo menos um de: '.' (nenhuma compressao),
           'gzip' and 'bzip2'. A predefinicao para todos os esquemas de
           compressao e '. gzip'.

       Packages::Extensions
           Define a lista predefinida das extensoes de ficheiros que sao
           ficheiros pacote. A predefinicao e '.deb'.

       Sources::Compress
           Isto e semelhante a Packages::Compress excepto que controla a
           compressao para os ficheiros das Fontes.

       Sources::Extensions
           Define a lista predefinida das extensoes de ficheiros que sao
           ficheiros de fontes. A predefinicao e '.dsc'.

       Contents::Compress
           Isto e semelhante a Packages::Compress excepto que controla a
           compressao para os ficheiros de Conteudos.

       Translation::Compress
           Isto e semelhante a Packages::Compress excepto que controla a
           compressao para o ficheiro mestre Translation-en.

       DeLinkLimit
           Especifica o numero de kilobytes para delink (e substitui com hard
           links) por execucao. Isto e usado em conjunto com a definicao
           External-Links por seccao.

       FileMode
           Especifica o modo de todos os ficheiros indice criados. A
           predefinicao e 0644. Todos os ficheiros indice sao definidos para
           este modo independentemente do umask.

       LongDescription
           Define se as descricoes longas devem ser incluidas no ficheiro
           Packages ou divididas em um ficheiro Translation-en mestre.

   Sec,c~ao TreeDefault
       Define predefinicoes especificas para as seccoes Tree. Todas estas
       variaveis sao variaveis de substituicao e tem as strings $(DIST),
       $(SECTION) e $(ARCH) substituidas pelos seus respectivos valores.

       MaxContentsChange
           Define o numero de kilobytes dos ficheiros de conteudo que sao
           gerados a cada dia. Os ficheiros de conteudo sao re-circulados para
           que ao fim de alguns dias todos sejam reconstruidos.

       ContentsAge
           Controla o numero de dias que se permite a um ficheiro de conteudo
           ser verificado sem alteracao. Se este limite for ultrapassado o
           mtime do ficheiro de conteudo e actualizado. Este caso pode ocorrer
           se o ficheiro de pacote e alterado num modo que nao resulta num
           novo ficheiro de conteudo [por exemplo uma edicao de sobreposicao].
           E permitido um soltar na esperanca que novos .debs sejam
           instalados, requerendo um novo ficheiro de qualquer modo. A
           predefinicao e 10, as unidades sao em dias.

       Directory
           Define o topo da arvore de directorios .deb. A predefinicao e
           $(DIST)/$(SECTION)/binary-$(ARCH)/

       SrcDirectory
           Define o topo da arvore de directorios de pacotes fonte. A
           predefinicao e $(DIST)/$(SECTION)/source/

       Packages
           Define o ficheiro Packages de saida. A predefinicao e
           $(DIST)/$(SECTION)/binary-$(ARCH)/Packages

       Sources
           Define o ficheiro Sources de saida. A predefinicao e
           $(DIST)/$(SECTION)/source/Sources

       Translation
           Define se o ficheiro mestre Translation-en de saida com as
           descricoes longas nao deve ser incluido no ficheiro Packages. A
           predefinicao e $(DIST)/$(SECTION)/i18n/Translation-en

       InternalPrefix
           Define o prefixo de caminho que causa que um symlink seja
           considerado um link interno em vez de um link externo. A
           predefinicao e $(DIST)/$(SECTION)/

       Contents
           Define a saida do ficheiro Contents. A predefinicao e
           $(DIST)/Contents-$(ARCH). Se esta definicao causar multiplos
           ficheiros Packages para mapear em um unico ficheiro Contents (tal
           como a predefinicao) entao o apt-ftparchive ira automaticamente
           integrar esses ficheiros pacotes todos juntos.

       Contents::Header
           Define o ficheiro cabecalho para prefixar a saida de conteudos.

       BinCacheDB
           Define a base de dados de cache binaria a usar para esta seccao.
           Multiplas seccoes podem partilhar a mesma base de dados.

       FileList
           Especifica que em vez de navegar na arvore de directorios, o
           apt-ftparchive devera ler a lista de ficheiros a partir do ficheiro
           fornecido. Nomes de ficheiros relativos sao prefixados com o
           directorio de arquivo.

       SourceFileList
           Especifica que em vez de navegar na arvore de directorios, o
           apt-ftparchive devera ler a lista de ficheiros a partir do ficheiro
           fornecido. Nomes de ficheiros relativos sao prefixados com o
           directorio de arquivo. Isto e usado quando se processa indices de
           fonte.

   Sec,c~ao Tree
       A seccao Tree define uma arvore de ficheiros Debian standard que
       consiste de um directorio base, depois multiplas seccoes nesse
       directorio base e finalmente multiplas Arquitecturas em cada seccao. O
       caminho exacto usado e definido pela variavel de substituicao
       Directory.

       A seccao Tree recebe uma etiqueta scope que define a variavel $(DIST) e
       define a raiz da arvore (o caminho e prefixado por ArchiveDir).
       Tipicamente esta e uma definicao tal como dists/lenny.

       Todas as definicoes definidas na seccao TreeDefault podem ser usadas na
       seccao Tree assim como as novas tres variaveis.

       Quando processa uma seccao Tree, o apt-ftparchive executa uma operacao
       semelhante a:

           for i in Sections do
              for j in Architectures do
                 Generate for DIST=scope SECTION=i ARCH=j

       Sections
           Isto e uma lista de seccoes separada por espacos que aparece sob a
           distribuicao, tipicamente isto e algo como main contrib non-free

       Architectures
           Isto e uma lista separada por espacos de todas as arquitecturas que
           aparecem sob a seccao de buscas. A arquitectura especial 'source' e
           usada para indicar que esta arvore tem um arquivo fonte.

       LongDescription
           Define se as descricoes longas devem ser incluidas no ficheiro
           Packages ou divididas em um ficheiro Translation-en mestre.

       BinOverride
           Define o ficheiro de sobreposicao binario. O ficheiro de
           sobreposicao informacao de seccao, prioridade e endereco do
           responsavel.

       SrcOverride
           Define o ficheiro de sobreposicao fonte. O ficheiro de sobreposicao
           informacao de seccao.

       ExtraOverride
           Define o ficheiro de sobreposicao extra binario.

       SrcExtraOverride
           Define o ficheiro de sobreposicao extra fonte.

   Sec,c~ao BinDirectory
       A seccao bindirectory define uma arvore de directorios binarios sem
       nenhuma estrutura especial. A etiqueta scope especifica a localizacao
       do directorio binario e as definicoes sao semelhantes as da seccao Tree
       sem nenhumas variaveis de substituicao ou definicoes
       SectionArchitecture.

       Packages
           Define a saida do ficheiro Packages.

       Sources
           Define a saida do ficheiro Sources. E necessario pelo menos um de
           Packages ou Sources.

       Contents
           Define a saida do ficheiro Contents (opcional)

       BinOverride
           Define o ficheiro de sobreposicao binario.

       SrcOverride
           Define o ficheiro de sobreposicao fonte.

       ExtraOverride
           Define o ficheiro de sobreposicao extra binario.

       SrcExtraOverride
           Define o ficheiro de sobreposicao extra fonte.

       BinCacheDB
           Define a base de dados de cache.

       PathPrefix
           Acrescenta um caminho a todos os caminhos de saida.

       FileList, SourceFileList
           Especifica o ficheiro de lista de ficheiros.

O FICHEIRO BINARY OVERRIDE

       O ficheiro de sobreposicao binario e totalmente compativel com dpkg-
       scanpackages(1). Contem 4 campos separados por espacos. O primeiro
       campo e o nome do pacote, o segundo e a prioridade a qual forcar esse
       pacote, o terceiro e a seccao onde forcar esse pacote e o ultimo campo
       e o campo de permutacao do responsavel.

       O formato geral do campo do responsavel e:

           old [// oldn]* => new

       ou simplesmente,

           new

       . O primeiro formato permite uma lista separada por um duplo slash (//)
       de antigos enderecos e email a serem especificados. Se nenhum destes
       for encontrado entao 'new' e substituido para o campo do responsavel. O
       segundo formato substitui incondicionalmente o campo do responsavel.

O FICHEIRO SOURCE OVERRIDE

       O ficheiro de sobreposicao de fonte e totalmente compativel com dpkg-
       scansources(1). Contem dois campos separados por espacos. O primeiro
       campo e o nome de pacote fonte, o segundo e a seccao onde o atribuir.

O FICHEIRO EXTRA OVERRIDE

       O ficheiro de sobreposicao extra permite que qualquer etiqueta
       arbitraria seja adicionada ou substituida na saida. Tem 3 colunas, a
       primeira e o pacote, a segunda e a etiqueta e restante da linha e o
       novo valor.

OP,c~oES

       Todas as opcoes de linha de comandos podem ser definidas usando o
       ficheiro de configuracao, as descricoes indicam a opcao de configuracao
       a definir. Para opcoes booleanas voce pode sobre por o ficheiro de
       configuracao usando algo como -f-,--no-f, -f=no ou varias outras
       variantes.

       --md5
           Gera sumarios MD5. A predefinicao e ligado, quando desligado os
           ficheiros indice gerados nao terao campos MD5Sum onde possiveis.
           Item de Configuracao: APT::FTPArchive::MD5

       -d, --db
           Usa uma base de dados de cache binaria. Isto nao tem efeito no
           comando generate. Item de configuracao: APT::FTPArchive::DB.

       -q, --quiet
           Silencioso; produz saida apropriada para registar em logs, omitindo
           indicadores de progresso. Mais q's irao produzir mais silencio ate
           um maximo de 2. Voce tambem pode usar -q=# para definir o nivel de
           silencio, sobrepondo o ficheiro de configuracao. Item de
           Configuracao: quiet.

       --delink
           Executa Dissociacao. Se e usada a definicao External-Links entao
           esta opcao activa a dissociacao dos ficheiros. A sua predefinicao e
           ligada e e pode ser desligada com --no-delink. Item de
           Configuracao: APT::FTPArchive::DeLinkAct.

       --contents
           Executa a geracao de conteudos. Quando esta opcao esta definida e
           os indices de pacotes sao gerados com um base de dados cache entao
           a listagem de ficheiros tambem sera extraida e guardada na base de
           dados para utilizacao posterior. Quando se usa o comando generate,
           esta opcao tambem permite a criacao de quaisquer ficheiros de
           Conteudos. A predefinicao e ligado. Item de Configuracao:
           APT::FTPArchive::Contents.

       -s, --source-override
           Selecciona o ficheiro de sobreposicao de fonte a usar com o comando
           sources. Item de Configuracao: APT::FTPArchive::SourceOverride.

       --readonly
           Torna as bases de dados de cache apenas de leitura. Item de
           Configuracao: APT::FTPArchive::ReadOnlyDB.

       -a, --arch
           Aceita nos comandos packages e contents apenas ficheiros de pacotes
           que condizem com *_arch.deb ou *_all.deb em vez de todos os
           ficheiros de pacotes presentes no caminho fornecido. Item de
           Configuracao: APT::FTPArchive::Architecture.

       APT::FTPArchive::AlwaysStat

           apt-ftparchive(1) poe em cache o maximo possivel de metadados numa
           base de dados de cache. Se os pacotes forem recompilados e/ou
           republicados de novo com a mesma versao, ira originar problemas
           porque serao usados os metadados desactualizados em cache como o
           tamanho e sumarios de verificacao. Com esta opcao activa isto nao
           ira mais acontecer porque sera verificado se o ficheiro foi
           alterado. Note que esta opcao vem regulada para "false" por
           predefinicao pois nao e recomendado disponibilizar multiplas
           versoes/compilacoes de um pacote com o mesmo numero de versao,
           portanto em teoria ninguem ira ter estes problemas e entao todas as
           verificacoes extras serao desnecessarias.

       APT::FTPArchive::LongDescription
           Esta opcao de configuracao tem a predefinicao de "true" e deve
           apenas ser definida para "false" se o Arquivo gerado com apt-
           ftparchive(1) tambem disponibilizar ficheiros Translation. Note que
           o ficheiro mestre Translation-en so pode ser criado no comando
           generate.

       -h, --help
           Mostra um sumario curto da utilizacao.

       -v, --version
           Mostra a versao do programa.

       -c, --config-file
           Ficheiro de Configuracao; Especifica o ficheiro de configuracao a
           usar. O programa ira ler o ficheiro de configuracao predefinido e
           depois este ficheiro de configuracao. Se as definicoes de
           configuracao precisarem de ser definidas antes, os ficheiros de
           configuracao predefinidos sao analisados especificando um ficheiro
           com a variavel de ambiente APT_CONFIG. Veja apt.conf(5) para
           informacao de sintaxe.

       -o, --option
           Define uma Opcao de Configuracao; Isto ira definir uma opcao de
           configuracao arbitraria. A sintaxe e -o Foo::Bar=bar.  -o e
           --option podem ser usadas varias vezes para definir opcoes
           diferentes.

EXAMPLES

       Para criar um ficheiro Packages comprimido para um directorio que
       contem pacotes binarios (.deb):

           apt-ftparchive pacotes direct'orio | gzip > Packages.gz

VEJA TAMB'eM

       apt.conf(5)

DIAGN'oSTICO

       apt-ftparchive devolve zero na operacao normal, 100 decimal em erro.

BUGS

       p'agina de bugs do APT[1]. Se deseja reportar um bug no APT, por favor
       veja /usr/share/doc/debian/bug-reporting.txt ou o comando reportbug(1).

TRADU,C~AO

       A traducao Portuguesa foi feita por Americo Monteiro
       a_monteiro@netcabo.pt em 2009, 2010. A traducao foi revista pela equipa
       de traducoes portuguesas da Debian traduz@debianpt.org.

       Note que este documento traduzido pode conter partes nao traduzidas.
       Isto e feito propositadamente, para evitar perdas de conteudo quando a
       traducao esta atrasada relativamente ao conteudo original.

AUTHORS

       Jason Gunthorpe

       APT team

NOTES

        1. pagina de bugs do APT
           http://bugs.debian.org/src:apt