Provided by: apt_1.2.10ubuntu1_amd64 bug

NOME

       apt-cache - pesquisa a cache do APT

SINOPSE

       apt-cache [-agipns] [-o=config_string] [-c=ficheiro_de_configuração] {gencaches |
                 showpkg pkg...  | showsrc pkg...  | stats | dump | dumpavail | unmet |
                 search regex...  |
                 show pkg [{=número_de_versão_do_pacote | /lançamento-alvo}]...  |
                 depends pkg [{=número_de_versão_do_pacote | /lançamento-alvo}]...  |
                 rdepends pkg [{=número_de_versão_do_pacote | /lançamento-alvo}]...  |
                 pkgnames [prefixo]  |
                 dotty pkg [{=número_de_versão_do_pacote | /lançamento-alvo}]...  |
                 xvcg pkg [{=número_de_versão_do_pacote | /lançamento-alvo}]...  |
                 policy [pkg...]  | madison pkg...  | {-v | --version} | {-h | --help}}

DESCRIÇÃO

       apt-cache performs a variety of operations on APT's package cache.  apt-cache does not
       manipulate the state of the system but does provide operations to search and generate
       interesting output from the package metadata. The metadata is acquired and updated via the
       'update' command of e.g.  apt-get, so that it can be outdated if the last update is too
       long ago, but in exchange apt-cache works independently of the availability of the
       configured sources (e.g. offline).

       A menos que a opção -h, ou --help seja fornecida, um dos comandos abaixo têm que estar
       presentes.

       gencaches
           gencaches cria a cache de pacotes do APT. Isto é feito implicitamente por todos os
           comandos que precisam desta cache se esta estiver em falta ou desactualizada.

       showpkg pkg...
           showpkg mostra informação acerca dos pacotes listados na linha de comandos. Os
           argumentos restantes são nomes de pacotes. São listadas as versões disponíveis e
           dependências reversas de cada pacote listado, assim como as dependências dianteiras de
           cada versão. Dependências dianteiras (normais) são aqueles pacotes de que o pacote em
           questão depende; dependências reversas são aqueles pacotes que dependem do pacote em
           questão. Assim, as dependências dianteiras de um pacote têm de ser satisfeitas, mas as
           dependências reversas não precisam de ser. Por exemplo, apt-cache showpkg libreadline2
           deverá produzir resultados semelhantes ao seguinte:

               Pacote: libreadline2
               Versões: 2.1-12(/var/state/apt/lists/foo_Packages),
               Dependências Reversas Depends:
                 libreadlineg2,libreadline2
                 libreadline2-altdev,libreadline2
               Dependências:
               2.1-12 - libc5 (2 5.4.0-0) ncurses3.0 (0 (null))
               Fornecimentos:
               2.1-12 -
               Fornecimentos Reversos:
           Assim pode-se ver que libreadline2, versão 2.1-12, depende de libc5 e ncurses3.0 que
           têm que ser instalados para que libreadline2 funcione. Por sua vez, libreadlineg2 e
           libreadline2-altdev dependem de libreadline2. Se libreadline2 for instalado, libc5 e
           ncurses3.0 (e ldso) também têm que ser instalados; libreadlineg2 e libreadline2-altdev
           não precisam de ser instalados. Para o significado específico do lembrete da saída é
           melhor consultar o código fonte do apt.

       stats
           stats mostra algumas estatísticas acerca da cache. Não são esperados mais argumentos.
           As estatísticas reportadas são:

           •   Total package names é o número de nomes de pacotes encontrados na cache.

           •   Normal packages é o número de nomes de pacotes regulares e ordinários; estes são
               pacotes que têm uma correspondência de um-para-um entre os seus nomes e os nomes
               usados por outros pacotes para eles nas dependências. A maioria dos pacotes caem
               nesta categoria.

           •   Pure virtual packages é o número de pacotes que existem apenas como nome de pacote
               virtual; isto é, os pacotes apenas "disponibilizam" o nome do pacote virtual, e
               nenhum pacote usa realmente o nome. Por exemplo, "mail-transport-agent" no sistema
               Debian é um pacote puramente virtual; vários pacotes disponibilizam
               "mail-transport-agent", mas não existe um existe um pacote chamado
               "mail-transport-agent".

           •   Single virtual packages é o número de pacotes com apenas um pacote a
               disponibilizar um pacote virtual particular. Por exemplo, no sistema Debian,
               "X11-text-viewer" é um pacote virtual, mas apenas um pacote, xless, disponibiliza
               "X11-text-viewer".

           •   Mixed virtual packages é o número de pacotes que ou disponibilizam um pacote
               virtual particular ou têm o nome de pacote virtual como o nome de pacote. Por
               exemplo, no sistema Debian, "debconf" é tanto um pacote real, como também
               disponibilizado pelo pacote debconf-tiny.

           •   Missing é o número de nomes de pacotes que são referenciados numa dependência mas
               não foram disponibilizados por nenhum pacote. Os pacotes em falta podem ser uma
               evidência de que não se está a aceder ao total de uma distribuição, ou que um
               pacote (real ou virtual) foi removido da distribuição. Normalmente são
               referenciados a partir de declarações de Conflitos ou Breaks.

           •   Total distinct versions is the number of package versions found in the cache. If
               more than one distribution is being accessed (for instance, "stable" and
               "unstable"), this value can be considerably larger than the number of total
               package names.

           •   Total dependencies é o número de relacionamentos com dependências reivindicadas
               por todos os pacotes na cache.

       showsrc pkg...
           showsrc displays all the source package records that match the given package names.
           All versions are shown, as well as all records that declare the name to be a binary
           package. Use --only-source to display only source package names.

       dump
           dump mostra uma listagem curta de todos os pacotes na cache. É principalmente para
           depuração.

       dumpavail
           dumpavail escreve uma lista de disponibilidades no stdout. Isto é apropriado para usar
           com o dpkg(1) e é usado pelo método dselect(1).

       unmet
           unmet mostra um sumário de todas as dependências insatisfeitas na cache do pacote.

       show pkg...
           show executa uma função semelhante ao dpkg --print-avail; mostra os registos do pacote
           para os pacotes nomeados.

       search regex...
           search performs a full text search on all available package lists for the POSIX regex
           pattern given, see regex(7). It searches the package names and the descriptions for an
           occurrence of the regular expression and prints out the package name and the short
           description, including virtual package names. If --full is given then output identical
           to show is produced for each matched package, and if --names-only is given then the
           long description is not searched, only the package name and provided packages are.

           Podem ser usados argumentos separados para especificar múltiplos padrões de busca os
           quais são lidados em conjunto.

       depends pkg...
           depends mostra uma listagem de cada dependência que um pacote tem e todos os outros
           pacotes possíveis que podem satisfazer essa dependência.

       rdepends pkg...
           rdepends mostra uma listagem de cada dependência reversa que um pacote tem.

       pkgnames [prefixo]
           Este comando escreve o nome de cada pacote que o APT conhece. O argumento opcional é
           um prefixo de correspondência para filtrar a lista de nomes. O resultado é apropriado
           para usar numa função completa de consola e o resultado é gerado com extrema rapidez.
           Este comando fica melhor usado com a opção --generate.

           Note que um pacote que o APT conheça não está necessariamente disponível para
           download, instalável ou instalado, por exemplo, os pacotes virtuais também são
           listados na lista gerada.

       dotty pkg...
           dotty recebe uma lista de pacotes na linha de comandos e gera resultados apropriados
           para uso pelo dotty do pacote GraphViz[1]. O resultado será um conjunto de nós e orlas
           que representam os relacionamentos entre os pacotes. Por predefinição, os pacotes
           fornecidos irão seguir todos os pacotes dependentes; isto pode produzir um gráfico
           muito grande. Para limitar os resultados apenas aos pacotes listados na linha de
           comandos, defina a opção APT::Cache::GivenOnly.

           Os nós resultantes irão ter várias formas; pacotes normais são caixas, pacotes
           virtuais puros são triângulos, pacotes virtuais de mistura são diamantes, pacotes
           desaparecidos são hexágonos. Caixas cor de laranja significam que a recursão parou
           (pacotes leaf), linhas azuis são pré-dependências, linhas verdes são conflitos.

           Atenção, o dotty não consegue fazer gráficos com grandes conjuntos de pacotes.

       xvcg pkg...
           O mesmo que dotty, apenas para xvcg a partir de Ferramenta VCG[2].

       policy [pkg...]
           policy destina-se a ajudar a depurar problemas relacionados com o ficheiro de
           preferências. Sem argumentos irá escrever as propriedades de cada fonte. Caso
           contrário escreve informação detalhada acerca da selecção de prioridade do pacote
           nomeado.

       madison pkg...
           O comando madison do apt-cache tenta imitar o formato de saída e um subconjunto das
           funcionalidades da ferramenta madison de gestão de pacotes da Debian. Mostra versões
           disponíveis de um pacote num formato tabular. Ao contrário do madison original, apenas
           pode mostrar informação para a arquitectura que o APT recolheu listas de pacotes
           (APT::Architecture).

OPÇÕES

       Todas as opções de linha de comandos podem ser definidas usando o ficheiro de
       configuração, as descrições indicam a opção de configuração a definir. Para opções
       booleanas você pode sobre por o ficheiro de configuração usando algo como -f-,--no-f,
       -f=no ou várias outras variantes.

       -p, --pkg-cache
           Selecciona o ficheiro para armazenar a cache do pacote. A cache do pacote é a cache
           principal usada por todas as operações. Item de Configuração: Dir::Cache::pkgcache.

       -s, --src-cache
           Selecciona o ficheiro para armazenar a cache de fonte. A fonte é usada apenas pelo
           gencaches e armazena uma versão analisada da informação do pacote a partir de fontes
           remotas. Ao construir a cache de pacote é usada a cache fonte para evitar reanalisar
           todos os ficheiros do pacote. Item de Configuração: Dir::Cache::srcpkgcache.

       -q, --quiet
           Quiet; produz resultados apropriados para registar em logs, omitindo os indicadores de
           progresso. Mais q's irão produzir mais serenidade até um máximo de 2. Você também pode
           usar -q=# para definir o nível de serenidade, sobrepondo o ficheiro de configuração.
           Item de Configuração: quiet.

       -i, --important
           Escreve apenas dependências importantes; para usar com unmet e depends. Separa apenas
           relações de Depends e Pre-Depends para serem escritas. Item de Configuração:
           APT::Cache::Important.

       --no-pre-depends, --no-depends, --no-recommends, --no-suggests, --no-conflicts,
       --no-breaks, --no-replaces, --no-enhances
           Per default the depends and rdepends print all dependencies. This can be tweaked with
           these flags which will omit the specified dependency type. Configuration Item:
           APT::Cache::ShowDependencyType e.g.  APT::Cache::ShowRecommends.

       --implicit
           Per default depends and rdepends print only dependencies explicitly expressed in the
           metadata. With this flag it will also show dependencies implicitely added based on the
           encountered data. A Conflicts: foo e.g. expresses implicitely that this package also
           conflicts with the package foo from any other architecture. Configuration Item:
           APT::Cache::ShowImplicit.

       -f, --full
           Escreve registos de pacote completos quando procura. Item de Configuração:
           APT::Cache::ShowFull.

       -a, --all-versions
           Escreve registos completos para todas as versões disponíveis. Isto é a predefinição;
           para a desligar, use --no-all-versions. Se --no-all-versions for especificada, apenas
           a versão candidata será mostrada (aquela que seria seleccionada para instalação). Esta
           opção é aplicável apenas ao comando show. Item de Configuração:
           APT::Cache::AllVersions.

       -g, --generate
           Executa regeneração automática da cache de pacote, em vez de usar a cache como está.
           Isto é a predefinição; para a desligar, use --no-generate. Item de Configuração:
           APT::Cache::Generate.

       --names-only, -n
           Only search on the package and provided package names, not the long descriptions.
           Configuration Item: APT::Cache::NamesOnly.

       --all-names
           Faz com que o pkgnames escreva todos os nomes, incluindo pacotes virtuais e
           dependências em falta. Item de configuração: APT::Cache::AllNames.

       --recurse
           Torna depends e rdepends recursivo para que todos os pacotes mencionados sejam
           escritos uma vez. Item de Configuração APT::Cache::RecurseDepends.

       --installed
           Limita a saída de depends e rdepends aos pacotes que estão actualmente instalados.
           Item de Configuração: APT::Cache::Installed.

       -h, --help
           Mostra um sumário curto da utilização.

       -v, --version
           Mostra a versão do programa.

       -c, --config-file
           Ficheiro de Configuração; Especifica o ficheiro de configuração a usar. O programa irá
           ler o ficheiro de configuração predefinido e depois este ficheiro de configuração. Se
           as definições de configuração precisarem de ser definidas antes, os ficheiros de
           configuração predefinidos são analisados especificando um ficheiro com a variável de
           ambiente APT_CONFIG. Veja apt.conf(5) para informação de sintaxe.

       -o, --option
           Define uma Opção de Configuração; Isto irá definir uma opção de configuração
           arbitrária. A sintaxe é -o Foo::Bar=bar.  -o e --option podem ser usadas várias vezes
           para definir opções diferentes.

FICHEIROS

       /etc/apt/sources.list
           Localizações de onde obter pacotes. Item de Configuração: Dir::Etc::SourceList.

       /etc/apt/sources.list.d/
           Ficheiros fragmentados para localizações de onde obter pacotes. Item de Configuração:
           Dir::Etc::SourceParts.

       /var/lib/apt/lists/
           Área de armazenamento para informação de estado para cada recurso de pacote
           especificado em sources.list(5) Tem de Configuração: Dir::State::Lists.

       /var/lib/apt/lists/partial/
           Área de armazenamento para informação de estado em trânsito. Item de Configuração:
           Dir::State::Lists será implicitamente acrescentado (partial)

VEJA TAMBÉM

       apt.conf(5), sources.list(5), apt-get(8)

DIAGNÓSTICO

       apt-cache devolve zero em operação normal, 100 decimal em erro.

BUGS

       página de bugs do APT[3]. Se deseja reportar um bug no APT, por favor veja
       /usr/share/doc/debian/bug-reporting.txt ou o comando reportbug(1).

TRADUÇÂO

       A tradução Portuguesa foi feita por Américo Monteiro <a_monteiro@netcabo.pt> de 2009 a
       2012. A tradução foi revista pela equipa de traduções portuguesas da Debian
       <traduz@debianpt.org>.

       Note que este documento traduzido pode conter partes não traduzidas. Isto é feito
       propositadamente, para evitar perdas de conteúdo quando a tradução está atrasada
       relativamente ao conteúdo original.

AUTORES

       Jason Gunthorpe

       Equipa do APT

NOTAS

        1. GraphViz
           http://www.research.att.com/sw/tools/graphviz/

        2. Ferramenta VCG
           http://rw4.cs.uni-sb.de/users/sander/html/gsvcg1.html

        3. página de bugs do APT
           http://bugs.debian.org/src:apt